A Lenda da Deusa Coelhinha, Esquecido de Hollywood, Deficiente, Estrela Trans Art

Fotos de Chuck Grant, salvo indicação em contrário. Identidade The Goddess Bunny entreteve gerações de punks gays com seu sapateado, papéis em filmes e performances de vanguarda. Presumi que ela havia morrido - até que um de seus 'filhos' adotivos me enviou uma mensagem, pedindo-me que contasse sua história.

  • Fotos de Chuck Grant

    como obter um cartão pba
    The Goddess Bunny posa em um apartamento em Los Angeles dos anos 1980. Foto de Rick Castro, Galeria Antebellum de Hollywood



    O vídeo é um testemunho triunfante da atitude da Deusa, e Meadmore o projetava em uma parede durante suas apresentações no Limbo Lounge, um bar gay em Los Angeles. Anos depois, foi distribuído por adolescentes gays curiosos. 'De repente, alguém pegou aquele vídeo e colocou no YouTube', disse Meadmore. - Não faço ideia de quem fez isso.

    Em meados da década de 1980, a Deusa viveu com Meadmore em Hollywood. (As contas variam se o apartamento era em Santa Monica, Franklin Street ou Argyle Avenue.) Aes-Nihil se lembra da Deusa trazendo para casa jovens prostitutas gays na maioria das noites. 'Havia um bar bem na esquina que costumava ser chamado de Hunter's, e costumava ser um bar de prostitutas', lembra a Deusa. 'Todos os traficantes eram meus fãs. Quanto mais baixa a economia, mais fãs eu tenho! ' Depois de uma noite de festa, ela iria ao Oki Dog, uma lanchonete de cachorro-quente, onde os traficantes costumavam ficar. 'Quem está comigo esta noite?' Aes-Nihil se lembra da Deusa gritando quando ela entrou no baseado. Na maioria das noites, uma criança a seguia para casa. 'Acho que eles só precisavam de um lugar para ficar', diz Aes-Nihil.

    A Deusa Coelhinha atua como Eva Braun em uma foto dos arquivos do fillmmaker John Aes-Nihil. Foto de Lauren Early



    treino dia sim, dia não

    Artigos Interessantes