Como 'Buffy' tornou o sexo excêntrico popular

Spike, Angel e todos os outros eram a personificação do sexo desenfreado, pervertido e sadomasoquista para um público fortemente feminino e LGBTQ.